Vacina contra febre amarela disponível na Policlínica de Guaçuí

O município tem à disposição a vacina contra febre amarela somente para as pessoas que ainda não foram imunizadas

A vacina contra febre amarela está disponível na Policlína de Guaçuí no horário entre 7h30 e 11 horas da manhã e das 13 às 17 horas.
A vacina contra febre amarela está disponível na Policlína de Guaçuí no horário entre 7h30 e 11 horas da manhã e das 13 às 17 horas.

Publicado em 08/01/2018 as 16:38 (Atualizado em 22/01/2018 as 04:17), postado por , Fonte: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Guaçuí. Foto: (Arquivo PMG)

Guaçuí, assim como todos os municípios capixabas e de outros estados da região sudeste, está dentro da Área com recomendação de vacinação (ACRV) contra a febre amarela, conforme Nota Informativa Nº 118-SEI/2017, do Ministério da Saúde, de 30 de novembro do ano passado. Diante disso, a Secretaria Municipal de Saúde tem mantido o estoque de vacina contra a doença que está à disposição das pessoas que ainda não foram vacinadas. Aquelas que já tomaram a vacina não precisam mais ser imunizadas, já que a recomendação é de apenas uma dose.

Conforme explica o coordenador de Atenção Primária à Saúde (APS) do município, Werton dos Santos Cardoso, a vacina contra a febre amarela está entre as vacinas de rotina, a partir dos 9 meses de idade, e se encontra disponível na Policlína, que fica ao lado do Pronto Socorro Municipal. “A vacina está disponível e as pessoas podem procurar na Policlínica”, explica o coordenador, lembrando que neste mês de janeiro o horário de atendimento vai de 7 às 13 horas. Depois disso, volta ao horário normal de 7h30 às 11 horas e de 13 às 17 horas.

Ainda de acordo com Werton Cardoso, é importante ressaltar que a vacina está disponível e se faz necessária para quem ainda não foi imunizado. “Quanto ás pessoas que já tomaram a vacina, inclusive na época da campanha em decorrência dos casos registrados na região, quando se divulgou que seria necessária outra dose, a informação agora é de que só vai ser necessária uma dose, então, quem se vacinou não precisa tomar a vacina mais, desde que tenha o cartão com essa confirmação, pois sem ele, para o Ministério da Saúde, a pessoa é considerada não imunizada”, esclarece. A vacina também se faz necessária para os turistas que estão visitando a região, principalmente aqueles que venham de áreas sem recomendação de vacinação (ASRV), já que provavelmente não foram imunizadas.

Conforme a nota informativa do Ministério da Saúde, que atualizou as áreas de recomendação para vacinação contra a febre amarela, a doença é endêmica na Região Amazônica, mas nas últimas décadas, foi registrada uma expansão da área de circulação viral nas proximidades das grandes capitais metropolitanas, incluindo as regiões Sudeste e Sul do Brasil. “Em virtude da expansão da área de circulação viral, houve a necessidade de ampliação da área com recomendação de vacinação, integrada às ações de vigilância, prevenção e controle, com vistas a reduzir a incidência da doença”, diz a nota. E nesta área, estão todos os municípios do Espírito Santo, incluindo Guaçuí.

Segundo o Boletim Epidemiológico n°28/2017 publicado pelo Ministério da Saúde, durante o surto recente entre dezembro de 2016 e julho de 2017, foram notificados 3.564 casos suspeitos de febre amarela silvestre e a maior parte deles ocorreu nos estados da região Sudeste do país. Desses, 777 (21,8%) foram confirmados, 2.270 (63,7%) descartados, 213 (6,0%) permanecem em investigação e 304 (8,5%) foram considerados inconclusivos até o momento. Também foi observada uma súbita disseminação em áreas urbanas com elevado contingente populacional e aumento da gravidade clínica, com taxa de letalidade (morte) de 33,6%.

 

A doença

Não há motivo para alarme e nem casos sendo registrados no Espírito Santo. Atualmente, tem surgido casos no Estado de São Paulo. Contudo, é sempre importante se prevenir e a única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença. A vacina é gratuita e está disponível em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada 10 dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença e também a partir dos 9 meses de idade, principalmente, nas áreas com recomendação de vacinação. A vacina é contra-indicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.

A febre amarela é uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), de gravidade variável, causada pelo vírus RNA – Arbovírus do gênero Flavivirus, família Flaviviridae, que é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A transmissão de pessoa para pessoa não existe. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).


Informações para a imprensa
Superintendência de Imprensa Oficial
(28) 3553-1387
(28) 99992-5504 - Marcos Freire
comunicacao@guacui.es.gov.br
www.guacui.es.gov.br
www.facebook.com.br/prefeituradeguacui
www.youtube.com/prefeituradeguacui
www.twitter.com/guacui_gov



MAIS NOTICIAS
Quem precisar de vacina contra febre amarela basta procurar Policlínica

há 4 dias

Quem precisar de vacina contra febre amarela basta procurar Policlínica

Diante do aumento dos casos e das áreas com incidência de febre amarela, município informa que tem a vacina para atender população


Problemas com o fumacê adiam cronograma em Guaçuí

há 25 dias

Problemas com o fumacê adiam cronograma em Guaçuí

O segundo ciclo na utilização do veículo fumacê no combate ao Aedes aegypti teve que ser adiado devido a problemas técnicos com máquina da Sesa


Saúde inicia segundo ciclo no uso do fumacê na cidade

há 27 dias

Saúde inicia segundo ciclo no uso do fumacê na cidade

A Secretaria Municipal de Saúde inicia, nesta terça-feira (26), o segundo ciclo na utilização do veículo fumacê no combate ao Aedes aegypti


Atendimento especializado às mulheres não vai acabar em Guaçuí

há 33 dias

Atendimento especializado às mulheres não vai acabar em Guaçuí

Diante de informações numa rede social, Prefeitura afirma que fechamento de Centro de Especialidades não vai acabar com atendimento às mulheres


Saúde usa fumacê em campanha contra o Aedes aegypti

há 34 dias

Saúde usa fumacê em campanha contra o Aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde, utilizando veículo fumacê do Estado, está percorrendo localidades de todo o município


Realizada 2ª edição do projeto Saúde Bucal Itinerante

há 45 dias

Realizada 2ª edição do projeto Saúde Bucal Itinerante

Esta foi a última ação deste ano, realizada na ESF Dr. Abelha, mas projeto continuará em 2018 percorrendo outras unidades


Números de casos de Aids voltam a subir na região

há 53 dias

Números de casos de Aids voltam a subir na região

No Dia Mundial de Combate à Aids, SAE/CTA de Guaçuí apresenta crescimento no número de casos no total de 10 municípios


Prefeita e secretário participam de congresso sobre Consórcios de Saúde

há 55 dias

Prefeita e secretário participam de congresso sobre Consórcios de Saúde

A prefeita Vera Costa e o secretário de Saúde Márcio Clayton estão no 4º Congresso de Consórcios Intermunicipais de Saúde, em Belo Horizonte


Chuva força adiamento do Mutirão para limpeza do Rio Veado

há 63 dias

Chuva força adiamento do Mutirão para limpeza do Rio Veado

O mutirão de limpeza do Rio Veado, em Guaçuí, que havia sido adiado para esta terça (21) foi adiado para data a ser definida


Campanha de prevenção ao diabetes realizada em Guaçuí

há 63 dias

Campanha de prevenção ao diabetes realizada em Guaçuí

Numa parceria entre o Lions Club e o município, foi realizada ação em praça pública para a prevenção da doença


Mutirão para limpeza do Rio Veado é adiado para esta terça

há 66 dias

Mutirão para limpeza do Rio Veado é adiado para esta terça

O mutirão de limpeza do Rio Veado, em Guaçuí, seria realizado nesta segunda (20), mas foi adiado para a terça-feira (21)


Município providencia atendimento médico no Lar dos Idosos

há 69 dias

Município providencia atendimento médico no Lar dos Idosos

Um médico clínico geral vai atender na instituição uma vez por semana, o que vai facilitar atendimento aos idosos


Aguarde, enviando dados!

clear