Prefeitura de Guaçuí
search

Semmam e Aguasmar promovem palestra em escola

Objetivo da palestra, com alunos entre 7 e 9 anos, foi mostrar que separar o lixo úmido e seco é algo muito importante nos dias de hoje

Palestrantes falaram sobre a importância da separação do lixo úmido e seco e da colocação correta nos coletores da cidade.
Palestrantes falaram sobre a importância da separação do lixo úmido e seco e da colocação correta nos coletores da cidade.

Publicado em 09/10/2017 as 14:19 (Atualizado em 15/06/2018 as 11:31), postado por , Fonte: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Guaçuí. Foto: (Divulgação Semmam)

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) e a Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Guaçuí (Asguamar) realizaram uma palestra na Escola Municipal de Ensino Fundamental Anísio Teixeira, no cetro da cidade, para cerca de 60 alunos com idades entre 7 a 9 anos, na última sexta-feira (06). O objetivo foi mostrar que separar o lixo úmido e seco é algo muito importante nos dias de hoje.

Durante o encontro a tesoureira da Asguamar, Valesca Valadares Cândido, e a gerente de Programas e Projetos da Semmam, Rosana Boechat, abordaram a rotina de trabalho da Associação, realizada por seus 13 associados. E também falaram sobre a importância da separação do lixo úmido e seco e da colocação correta nos coletores da cidade.

Segundo Rosana Boechat, “há pessoas que trabalham duro para encaminhar nossos resíduos recicláveis para um novo ciclo produtivo, em vez de serem destinados a aterros e lixões”. “Por isso, a participação da população é fundamental no momento da separação do que pode e não pode ser reciclado”, informou.

Foi mostrado aos alunos que é reciclável todo o resíduo descartado no qual há interesse na sua transformação, em partes ou no seu todo. Esses materiais podem retornar à cadeia produtiva para virar o mesmo produto ou produtos diferentes dos originais. Por exemplo: folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, PET, recipientes de limpeza, latas de cerveja e refrigerante, canos, esquadrias, arame, embalagens em geral e outros.

E há uma maneira correta para separar o lixo doméstico. Não se pode misturar o que reciclável com o que orgânico (sobras de alimentos, cascas de frutas e legumes). É preciso colocar plásticos, vidros, metais e papéis em sacos separados e lavar as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico, secando-os antes de depositar nos coletores. Papéis devem estar secos e podem ser dobrados, mas não amassados.

É importante também embrulhar os vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes com os coletores, que podem se cortar. Além disso, garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

 

Embalagens simples

Na palestra também foi colocado que as pessoas devem da preferência para as embalagens mais simples, evitando as embalagens mistas (feitas de plástico e metal, metal e vidro e papel e metal). Mas, se não houver opção, a pessoa deve desmontar a embalagem, separando as partes de metal, plástico e vidro e depositando-as nos coletores apropriados. No caso de cartelas de comprimidos, como é difícil desgrudar o plástico do papel metalizado, podem ser descartadas junto com os plásticos, o que também pode ser feito com bandejas de isopor, que viram matéria-prima para blocos da construção civil. (Veja mais dicas abaixo)

Outras dicas

Papéis: todos os tipos são recicláveis, inclusive, caixas do tipo longa vida e de papelão. Não recicle papel com material orgânico, como caixas de pizza cheias de gordura, pontas de cigarro, fitas adesivas, fotografias, papéis sanitários e papel-carbono.

Plásticos: 90% do lixo produzido no mundo são à base de plástico. Por isso, esse material merece uma atenção especial. Recicle sacos de supermercados, garrafas de refrigerante (pet), tampinhas e até brinquedos quebrados.

Vidros: quando limpos e secos, todos são recicláveis, exceto lâmpadas, cristais, espelhos, vidros de automóveis ou temperados, cerâmica e porcelana.

Metais: além de todos os tipos de latas de alumínio, é possível reciclar tampinhas, pregos e parafusos. Atenção: clipes, grampos, canos e esponjas de aço devem ficar de fora.

Isopor: Ao contrário do que muita gente pensa, o isopor é reciclável. No entanto, esse processo não é economicamente viável. Por isso, é importante usar o isopor de diversas formas e evitar ao máximo o seu desperdício. Quando tiver que jogar fora, coloque na lata de plásticos. Algumas empresas transformam em matéria-prima para blocos de construção civil.


Informações para a imprensa
Superintendência de Imprensa Oficial
(28) 3553-1387
(28) 99992-5504 - Marcos Freire
comunicacao@guacui.es.gov.br
www.guacui.es.gov.br
www.facebook.com.br/prefeituradeguacui
www.youtube.com/prefeituradeguacui
www.twitter.com/guacui_gov



MAIS NOTICIAS
Soltura de pássaros marca final da Feira do Verde

há 15 dias

Soltura de pássaros marca final da Feira do Verde

Ação aconteceu na zona rural de Guaçuí, com participação de alunos que presenciaram a soltura de 110 pássaros


Limpeza simbólica do Rio Veado “pesca absurdos” em Guaçuí

há 16 dias

Limpeza simbólica do Rio Veado “pesca absurdos” em Guaçuí

Ação aconteceu na manhã desta quinta-feira e parte do que foi encontrado pelos participantes está exposto na Praça João Acacinho


Programação da Feira do Verde de Guaçuí prossegue com palestras

há 17 dias

Programação da Feira do Verde de Guaçuí prossegue com palestras

As palestras aconteceram na manhã e tarde desta quarta-feira, no Teatro Municipal Fernando Torres


Mostra de Vídeos marca entrega do “Oscar do Meio Ambiente”

há 18 dias

Mostra de Vídeos marca entrega do “Oscar do Meio Ambiente”

A Mostra de Vídeos Curtas Ambiental apresentou os trabalhos realizados por escolas de Guaçuí numa noite em que a vitória foi da preservação da fauna


Destruição de gaiolas abre programação da 28ª Feira do Verde em Guaçuí

há 20 dias

Destruição de gaiolas abre programação da 28ª Feira do Verde em Guaçuí

A Feira começou com destruição de gaiolas e armadilhas e seguirá esta sexta (8), com o tema “Animais Silvestres: preservar é responsabilidade de todos”


Ações de proteção à fauna silvestre marcarão Feira do Verde

há 25 dias

Ações de proteção à fauna silvestre marcarão Feira do Verde

A 28ª Feira do Verde de Guaçuí traz programação com ações que já vão acontecer na segunda-feira (4) enfatizando a preservação da fauna


Mostra de Vídeos Curtas Ambiental traz a importância da fauna silvestre

há 31 dias

Mostra de Vídeos Curtas Ambiental traz a importância da fauna silvestre

O evento abrirá oficialmente a 28ª Feira do Verde de Guaçuí, no próximo dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente


Uma Feira do Verde voltada para a preservação do verde

há 33 dias

Uma Feira do Verde voltada para a preservação do verde

A Feira vai acontecer de 4 a 8 de junho e terá como tema “Animais Silvestres: preservar é responsabilidade de todos”


Programação Feira do Verde 2018

há 39 dias

Programação Feira do Verde 2018

Confira a programação completa da 28ª Feira do Verde de Guaçuí


Obras, Meio Ambiente e Agricultura trabalham juntas em Guaçuí

há 39 dias

Obras, Meio Ambiente e Agricultura trabalham juntas em Guaçuí

Secretarias estão realizando ações conjuntas em vários pontos da cidade, deixando a cidade ainda mais limpa


Destinação de resíduos regularizada com Área de Transbordo

há 44 dias

Destinação de resíduos regularizada com Área de Transbordo

Guaçuí está definitivamente regularizado em relação ao processo de coleta e destinação de resíduos sólidos


Prefeitura prepara Guaçuí para Festival de Inverno e Feira do Verde

há 51 dias

Prefeitura prepara Guaçuí para Festival de Inverno e Feira do Verde

Equipes de duas secretarias estão trabalhando em conjunto para que os serviços tenham um resultado ainda mais positivo


Aguarde, enviando dados!

clear